Como criar metas eficientes + 3 ideias bônus

Como criar metas eficientes + 3 ideias bônus

Metas bem elaboradas nos incentivam, ao passo que se forem muito ambiciosas, acima da nossa capacidade de realização, podem desmotivar, frustrar e criar uma história de fracasso.

A metodologia “SMART” pode te auxiliar nesse momento, considerando:

✅ S (specific)

Específica – sem ambiguidade e exposta com clareza (ex. “Ler páginas 22 a 56 do livro Capitães de Areia”)

✅ M (measurable) 

Mensurável – deve ser quantificável (ex. “resolver X exercícios”, “ler X páginas”)

✅ A (attainable)

Factível – é necessário que seja desafiadora, mas que seja atingível de acordo com as habilidades atuais do estudante 

✅ R (relevant)

Relevante – a meta precisa atender a um objetivo final 

✅ T (time-bound)

Delimitada no tempo – precisa estabelecer prazos claros

Quer mais 3 ideias para te ajudar?

1. Concentre-se no desempenho atual e não no potencial

Observe o que você consegue fazer atualmente. Você pode acreditar que você ou seu filho consiga estudar por 2h direto, mas olhe para os dados concretos. Por quanto tempo consegue se concentrar hoje em uma tarefa de estudo? É daí que você deve começar, esquecendo a ideia de capacidade. A meta deve contemplar o que você já consegue fazer e não ir muito além disso, pelo menos não no começo.

Se você consegue ficar 10 minutos focado em uma tarefa, faça 10 pequenas metas de 10 minutos em vez de uma grande de 100 minutos. No primeiro exemplo, você vai criando confiança a cada meta de 10 minutos conquistada, mas no segundo é grande a chance de estar cansado após 20 minutos e se desmotivar, pois a tarefa parece não ter fim. Pode ser que você se frustre, se distraia, comece a trabalhar em outra coisa e abandone a meta. Por isso, ser realista e ir aumentando o desafio gradativamente fará com que você mantenha a motivação e se fortaleça pouco a pouco.

2. Comprometa-se com alguém

Muitas vezes firmamos objetivos e não dividimos com outras pessoas, o que nem sempre funciona. Compartilhar sua meta com alguém pode aumentar o senso de responsabilidade em cumpri-la, uma vez que prestar contas a alguém de confiança pode te motivar a manter a disciplina. 

Saber que tem alguém da família, amigo, colega ou professor acompanhando a sua performance pode dar aquele empurrãozinho para levar sua meta mais a sério, além de oferecer incentivo e suporte para que conquiste seus objetivos. 


3. Reveja suas metas

Se não estiver conseguindo atingir sua meta, faça outra. Não fique se culpando. Se a meta não está sendo realizável, é sinal de que não contemplou todas as variáveis envolvidas. 

Uma boa alternativa é criar metas mais flexíveis em momentos em que há muita chance de imprevistos na rotina atrapalharem o cumprimento. Por exemplo, no lugar de ler 30 páginas, coloque “ler entre 10 e 30 páginas”. Se dê uma margem para que a meta seja atingível. 

Caso até mesmo as pequenas metas estejam difíceis de serem cumpridas, pode ser que você precise de ajuda com o método de estudo, o que também é um dado importante. Olhe para seu desempenho de um jeito analítico e use os dados para guiar suas decisões

Já definiu sua meta SMART?

Deixe uma resposta