Checklist dos alunos que se saem bem

Checklist dos alunos que se saem bem

Ser um bom estudante está longe de significar tirar 10 sempre. Você pode ter boas notas sem saber estudar, porém esse caminho pode trazer várias limitações no futuro, como você pode ler no artigo que publicamos aqui. Na verdade, parte do que faz um estudante ser efetivo é voltar aos livros após ter ido mal. É não desistir. E aí está uma das principais características do nosso checklist do bom estudante – persistência.

Persistência

Quem aprende a estudar aprende a resolver problemas, a enfrentar desafios e variar a estratégia até chegar a uma solução. Estudar não é fácil e não gera recompensas na mesma frequência que ver uma série ou jogar videogame. Muitas vezes você precisa se esforçar bastante até entender um conceito novo, conseguir aplicar uma nova fórmula e finalmente se sair bem em uma prova. O resultado não é imediato, então não desistir é fundamental.

Disciplina

Nesse contexto, disciplina tem a ver com rotina e autocontrole. Para ter tempo de estudar, será necessário substituir alguma atividade mais prazerosa. Não dá para fazer tudo e em algum momento você precisará escolher abrir mão de um tempo de lazer para se concentrar na matéria. A vida adulta é cheia dessas escolhas e começamos a desenvolver isso como crianças na escola. Para ajudar nessas decisões, é sempre importante estabelecer metas (já leu nosso artigo com esse tema?), fazer pausas e saber administrar momentos de lazer como recompensas do seu esforço.

Organização

De materiais, de ambiente, prioridade e tempo. Saber administrar distratores, sempre ter materiais em mãos, garantir que sua agenda seja estruturada de forma adequada. Leia nosso artigo sobre crianças com agendas muito cheias.

Curiosidade

Quem vem de uma família que já cultiva uma curiosidade natural pelo conhecimento tem uma vantagem nesse ponto. A consequência direta de estudar é o conhecimento. Se ele não é valorizado, a motivação para estudar também é menor. Ainda assim, o interesse pode ser estimulado a partir do momento em que o estudante entenda a função do aprendizado em sua vida – para quê vou precisar saber disso? É sempre muito mais fácil quando o contexto social incentiva, mas às vezes é preciso remar contra a maré da família e amigos e encontrar sua própria motivação.

Flexibilidade

Estudo é um processo dinâmico. É preciso saber tomar decisões conforme os resultados e informações se desdobram. De um dia para o outro, sua prioridade de estudo pode mudar a depender das novas demandas e do que está sendo mais difícil ou fácil para você. Saiba avaliar o que está funcionando e tenha flexibilidade para mudar de estratégia quando for necessário.

Autoconhecimento

Ser um bom estudante não significa não ter dificuldades. Os melhores estudantes se destacam justamente por conhecerem suas dificuldades e aplicarem estratégias para lidarem com elas. Por exemplo, quem já costuma cometer erros de distração, vai ter que adotar estratégia de revisar tudo, passo a passo. Quem costuma ter mais dificuldade em uma matéria, vai precisar reservar mais tempo para estudá-la. E assim por diante.

Gostou do conteúdo? Coloque em prática hoje mesmo e compartilhe com quem possa se interessar.

Deixe uma resposta